Nome: Diane
Idade: 24
Niver: 25 de julho
Signo: Leão
Es. Civil: Apaixonadíssima
Cidade: Palmas - Tocantins
Quem sou: Alegre. Intensa. Boba. Feliz. Apaixonada. Sapeca. Irônica. Meio impaciente. Decidida. Mimada. Orgulhosa. Atrevida. Inteligente. Birrenta. Menina. Moça. Mulher.
UOL


Meu Humor

Pesagens:

Data Peso Eliminado IMC
01/09 103 --- 43,4
06/10 91 12 38,3
01/11 86,216,6 36,3
07/12 80,422,6 33,9
04/01 78,524,5 33
10/02 74,628,4 31,2
07/03 7132 29,9
07/04 6835 28,6
07/05 66.236,8 27,9
07/06 64.538,5 27,1
07/07 61.941,1 26,1
07/08 59.443,6 25
07/09 5647 23,6

Blogs que eu leio:

:: Blog da Ângela
:: Blog da Carol
:: Blogadouro
:: Blog da Maitê
:: Blog da Meire Elen
:: Boi Maneiro
:: Brincando de Carpe Diem
:: Brincando de Escrever
:: Comer Comer
:: Do Jeito Que Eu Gosto
:: Em Poucas Palavras
:: Lu Francesa
:: Pensando Alto
:: Realidade Torta
:: Tati Blue
:: Tiro na Nuca
:: Vaca Devassa

16/01/2009 a 31/01/2009

16/12/2008 a 31/12/2008

16/12/2007 a 31/12/2007

01/09/2007 a 15/09/2007

01/06/2006 a 15/06/2006

01/05/2006 a 15/05/2006

16/04/2006 a 30/04/2006

16/03/2006 a 31/03/2006

01/03/2006 a 15/03/2006

16/02/2006 a 28/02/2006

16/01/2006 a 31/01/2006

16/11/2005 a 30/11/2005

16/10/2005 a 31/10/2005

01/10/2005 a 15/10/2005

16/09/2005 a 30/09/2005

01/09/2005 a 15/09/2005

16/08/2005 a 31/08/2005

01/08/2005 a 15/08/2005

16/07/2005 a 31/07/2005

Créditos:

..:: INDIQUE ESSE BLOG ::..

Visitas











[BALANÇA]

18 de janeiro de 2009



"Amemo-nos uns aos outros, porque o amor vem de Deus". I João 4:7

É normal vermos o tempo todo pessoas levantando suas bandeiras sobre isso ou aquilo. Enchem a boca para dizer com todas as letras que "tal ato assim" é errado, já "algo assim" não. Incrível como tem pessoas que sabem dizer claramente o que pensam, expressam sua verdade como se fosse única e como se de fato fosse a única coisa a ser seguida. Por sorte não sou Deus e não conheço ninguém que seja a não ser Jesus Cristo e por isso, não tenho a intenção e nem a ousadia de decidir nada por ninguém, nem muito menos dizer que algo é certo ou errado. Lamento muito pelos outros que pensam que as coisas só podem ser definidas assim. Óbvio que não quero desmerecer alguns temas que mereçam respostas negativas ou positivas. Há situações que são para um sim ou para um não. Mas em qualquer lugar, para qualquer pessoa, em qualquer situação sempre existe o indivíduo, o ser humano e nem sempre se leva isso em consideração, afinal é mais fácil começar a atirar a primeira pedra que refletir um pouco mais nas causas que motivaram algum tipo de comportamento fora do comum ou que desencadeou numa situação bizarra.

Isso eu aprendi não faz muito tempo não. Faz pouquíssimo tempo que a palavra compreensão começou a fazer parte da minha vivência. Tenho pouca ou quase nada experiência de vida, mas o pouco que tenho tento aplicá-la de modo que faça algum sentido para mim e para as pessoas que estão a minha volta. Acho que isso é o começo daquele mandamento bíblico que diz "amarás o próximo como a ti mesmo". Queremos sempre ser compreendidos e aceitos pelos outros, mas esquecemos facilmente de lançar compreensão quanto à limitação das outras pessoas. Não é fácil sempre decidir em qual lado do muro se quer ficar. Por isso relembro o provérbio bíblico que diz: "Podemos pensar que decidimos as dúvidas jogando cara ou coroa, mas é o Senhor que controla o resultado". Prov. 16:33

É por isso que acredito tanto que somente Deus é o juiz para decidir sobre quais caminhos devo andar, também é por isso que tenho colocado tanto a minha vida, do meu esposo e familiares nas Suas mãos, porque não há melhor lugar para depositarmos nossas dúvidas e nossos questionamentos. Peço a Deus sempre que me dê sabedoria e luz para iluminar meus pensamentos e que nada saia diferente da sua vontade. Sou humana e sei que diversas vezes não faço conforme o seu querer, mas nem por isso o Pai deixa de me amar e nem por isso Ele deixa de estar ao meu lado. Porque Deus nos compreende e Ele quer que tenhamos o mesmo sentimento pelas outras pessoas. É através da compreensão que se conquista o amor.

 

:: Postado por Diane às 16h24
::
:: Enviar esta mensagem

18 de dezembro de 2008

 

O ANO TERMINA, MAS OS SONHOS NÃO.

 

Desconfio que quase ninguém ou mesmo ninguém leia esse blog. Talvez algum solitário que vagueia pela internet sem destino passe por aqui e leia algumas poucas palavras, talvez umas poucas frases, quem sabe mesmo até alguns textos... E leve consigo um pouquinho de mim ou do que realmente posso partilhar. E, por mais que a minha suspeita mais pessimista se confirme - a de ninguém ler - tudo bem, acho que Deus lê. Aliás, Ele deve saber antes mesmo de eu escrever o que gostaria de colocar aqui, então só por isso já valeu a pena, porque tudo o que mais desejo é que todos os meus pensamentos e atitudes sejam orações a Deus, ora agradecendo, ora pedindo mais, ora apenas falando como nesse momento estou...

E agora, oro:

Pai, obrigada por esse ano de 2008. Minhas suspeitas se confirmaram graças a Ti. Esse ano foi infinitamente melhor que o anterior. Obrigada pelo marido que tenho, pelo homem que ele é e pela maneira como nos amamos e nos queremos bem. Obrigada por nossos empregos. Obrigada porque sou amada por minha família e amigos. Obrigada porque conheço o amor e o amor me fez conhecer a fé. Obrigada porque minha fé foi renovada e me deu mais esperanças de conquistar aquilo que acreditamos ser direito nosso. Obrigada por você ser o Pai que é e por sua enorme generosidade que a cada ano só aumenta. Em nome de Jesus, te agradeço por tudo querido Deus.
Para 2009 só me resta continuar a esperar pelo melhor. Estou pronta para receber.


Esse é um dos maravilhosos presentes que recebemos esse ano. Obrigada, Deus.

 

 

:: Postado por Diane às 14h44
::
:: Enviar esta mensagem

31 de dezembro de 2007

 

E GRAÇAS TE DOU...

 

Das coisas que me aconteceram este ano só me sobram agradecimentos. Vivi tantas situação felizes que sinceramente começo a questionar se não seria a felicidade uma característica que vem no gene da gente. Aprendi a ser feliz em casa com meus pais, que apesar dos seus problemas pessoais, ensinaram a mim e a meus irmãos a arte de acreditar na vida e a de sorrir e, deve ser isso que nos proporciona dias otimistas e nos impulsiona à realização dos nossos sonhos. 

 

Se cada ano é um ciclo que começa e termina eu posso dizer a Deus, aos familiares, ao meu querido noivo e aos amigos o meu MUITO OBRIGADA, porque do início ao fim este foi um ciclo perfeito. Tive tudo do que precisava para nesta jornada jamais desistir e sempre acreditar que conseguiríamos iniciar o desafio da concretização dos nossos desejos.

 

 

Adalcindo,

 

Esse ano de 2007, marcará para sempre o começo das nossas vidas juntos, porque foi neste ano que realmente acreditamos em nós. Nos esforçamos e deixamos muito evidente, principalmente para Deus, quais são os nossos objetivos e porquê eles são tão importantes para nós dois.

 

Para esse ano de 2008 eu já espero pelo melhor. O que nós iremos receber durante esse novo ano é parte daquilo que plantamos em 2007. Estou confiante que bênçãos sem medidas Deus derramará sobre nós e isso será tão grandioso e forte que sei que iremos contagiar outras pessoas e elas também poderão acreditar em todas essas promessas maravilhosas de vida em abundância e paz!

 

Obrigada a todos e feliz 2008!

 

 

 

:: Postado por Diane às 16h30
::
:: Enviar esta mensagem

29 de dezembro de 2007

 

EU TENHO UMA OFERTA...

 

 

A verdade é que não é fácil voltar. Quando você sai de uma coisa, sai de uma situação é como se você tivesse abandonado um pedacinho da sua própria vida. Largar as coisas para trás sem sequer olhar é difícil. Eu tento não me importar com isso aqui, tento não blogar, procuro não escrever nada, e seria uma mentirosa se eu dissesse que nem me passa mais pela cabeça botar umas idéias aqui no ar. Mas o fato é que querendo ou não, amando ou não, sou normal como a maioria dos outros seres-humanos e portanto consigo sim ficar indiferente até à aquilo que realmente gosto.

 

Tentei voltar a escrever no blog, mas não pude, não tive idéias e as que tive não aproveitei nenhuma delas. E mesmo assim (por que será meu Deus?) eu quero voltar. Quero sim. Quero encher essas páginas de sentimentos e de vida, quero compartilhar com os outros (que sequer conheço também) um pedacinho da minha vida, porque eu acredito sinceramente que eu tenho o que oferecer e eu posso contribuir para a vida de desconhecidos.

 

Talvez tenha sido o caminho que eu fiz até chegar aqui que me motivou a hoje estar no blog escrevendo mais alguma coisinha... Porque querendo ou não, confiando ou não eu acredito em mim e sei muito bem do que sou capaz. E eu to achando que posso sair por aí semeando felicidade no terreno dos outros porque eu achei uma sementinha dessa árvore, plantei no meu quintal e ela nasceu. Agora já tenho as mudinhas e elas estão lindas e precisam ser plantadas em vários outros lugares também, porque felicidade não se guarda, mas compartilha, doa. E é por isso que quero voltar...

 

:: Postado por Diane às 09h52
::
:: Enviar esta mensagem

07 de setembro de 2007

 

DE VOLTA PRA CASA...

 

 

“Toc-toc”... Alguém em casa? Humm... Posso entrar? Ninguém diz nada, vou entrar assim mesmo! Não acho que tenha surtado, só estou meio sem graça sem saber exatamente o que escrever depois de tantos meses sem por os pés aqui... (risos), ou melhor, as mãos. Faz quase um ano e meio que não trago novidades a esta casa, foi até surpresa para mim quando digitei meu e-mail e senha e consegui acessar meu blog.

 

Meu blog... Isso soou doce aos meus ouvidos, já me sinto até mais familiarizada com as letrinhas que me saltam aos olhos dos textos feitos com tanto carinho. As fotos do ano passado publicadas aqui com certeza foram as que mais gostava para decorar com alegria os cantinhos da minha casa, do meu blog...

 

Eu quero voltar, poder estar aqui novamente é bastante prazeroso sim. Fizemos até uma reforma no template, percebeu? E modéstia a parte... ficou lindo, de uma forma graciosa e meiga, tudo porquê eu quero receber meus convidados da forma mais aconchegante possível.

 

Quero pedir uma coisa. Entra comigo na casa? Faça parte comigo das histórias que a partir de agora voltarão às páginas do Decore sua alma. Vamos juntos para onde essas palavras nos levar, sei que ainda teremos muitos caminhos a percorrer, minhas almas a decorar, mas com você junto a mim tenho certeza que não terei motivos pra desistir.

 

Estou de volta. E algo grandioso nos espera!

Um abraço forte daqueles que se demonstra ter sentido muitas saudades...

 

:: Postado por Diane às 22h18
::
:: Enviar esta mensagem

05 de maio de 2006

 

SÓ POR HOJE

 

Quem passou toda a existência compensando as frustrações com a família, com os amigos, com a escola, com o par romântico... em fim da vida no hábito de comer sabe exatamente o que é ter que aprender a se alimentar corretamente . Aliás, pra alguns falar em dieta dá até calafrios e até mesmo um mau-humor do cão! Viver a obesidade com respeito e tratá-la como doença, não como algo contagioso e vergonhoso, mas como uma enfermidade que tem tratamento e pra muitos até cura, é com certeza o maior passo para um gordo. Foi pra mim pelo menos.

 

É uma luta diária que às vezes me sufoca sim e nem sempre consigo encontrar o limite que eu sei que seria suficiente para equilibrar tudo, então... paciência. Mas eu tento, persisto e enfrento. Daí como numa sociedade anônima, talvez dessas para alcoólatras eu penso, mentalizo e digo “só por hoje”.

 

Lidar com a compulsão é mais ou menos parecido, senão totalmente idêntico, com um dependente químico que procura tratamento para se desintoxicar das drogas consumidas.  Comida em excesso é droga? Deve ser, senão gula não seria pecado. 

 

Talvez nesse minuto tenha alguém pensando como eu posso falar em compulsão, gulas e seus excessos se meu estômago está reduzido, pelo menos a princípio, a apenas 50ml! Só não sejamos tão ingênuos assim. Realmente está reduzido. A única coisa que não reduziu foi a enorme e quase incontrolável VONTADE DE COMER será que isso é algo perto do suicídio? Fazer uma cirurgia deste porte e vir a público confessar que você é talvez uma das únicas pessoas que ainda se sente com compulsão alimentar? Um suicídio virtual, quem sabe?! Rsss...

 

Fato é que não tem sido fácil. A balança pouco se mexe. Ainda tenho o que comemorar, estou certa disso, mas muito mais tenho ainda para trabalhar dentro de mim. Então achei que fosse justo comigo começar a confessar meu pecado guloso. Só não sei se quero apoio. Acho que quero mesmo é uma mordaça e um cadeado para a geladeira!

 

Alguém aí gosta de fotos?

 

 

Mamãe e eu no casamento DELA! Isso mesmo. Mamãe se casou dia 27 de maio.

 

Pompom e eu. Após o casamento.

 

 

:: Postado por Diane às 22h53
::
:: Enviar esta mensagem


02 de maio

 

 

Assunto para blogar eu não tenho, pelo menos não agora... Mas, dizem por aí que uma imagem vale por 1000 palavras... rs, então 6 imagens... Hahahaha, faça as contas! Estou tão felizinha  que nem todo o universo de palavras seria suficiente para traduzir o sentimento das fotos! Ah, e só para não passar em branco hoje completo 8 meses de gastroplastia!

 

 

 

 

As fotos são do último domingo de abril, as fizemos na feirinha do Bosque. O gato da foto é o meu namoradinho! É a pessoa que mais me faz feliz e me ajuda sempre a ver as coisas com outros olhos! Te amo namorado!

:: Postado por Diane às 09h01
::
:: Enviar esta mensagem

25 de abril

 

 

AS FRUSTRAÇÕES

 

 “QUANDO SE É OBESO A GENTE ACABA POR SE DIMINUIR E MESMO INVOLUNTARIAMENTE A PESSOA QUE ESTÁ DO NOSSO LADO ACABA FAZENDO COISAS QUE A GENTE NÃO GOSTA POIS ELA SABE QUE NÓS OBESOS NÃO VAMOS ATRÁS DE NADA POIS ESTAMOS SEMPRE NOS DIMINUINDO E NOS ACHANDO INFERIORES” (...) “AS VEZES DÁ UMA RAIVA DE SER ASSIM, MAS SEI QUE DEPOIS QUE EU RECUPERAR A MINHA SAÚDE E A MINHA VONTADE DE VIVER VAI SER DIFERENTE, ALGUNS PODEM PENSAR QUE NÃO, MAS SUPERAR FRUSTRAÇÕES MAGRA E COM A AUTO-ESTIMA ALTA É MUITO MAIS FÁCIL...”

 

Peguei este texto acima de um depoimento anônimo escrito numa das comunidades de gastroplastia do Orkut. Como o considero um assunto bem delicado quis trazê-lo até aqui para discutirmos juntos. Conte como é para você perceber estas frustrações em sua vida! Obrigada! Abraços!

 

 

E QUEM DISSE QUE SERIA FÁCIL?

 

Considero este um assunto muito sério! Antes de operar, aliás até bem pouco tempo ainda, eu tinha um pensamento mais ou menos parecido com esse sobre as nossas frustrações como pessoas. Engraçado como nós mesmos nos pregamos peças e, mesmo achando que a cirurgia não seria um milagre e que não me faria resolver meus problemas como num passe de mágica, (é, eu operei sabendo disso), aos poucos eu entrei para um mundo lúdico e apostei que à medida que eu emagrecesse tudo ficaria mais fácil... menos complicado lidar com a minha mãe, mais fácil conseguir emprego, mais fácil fazer o namorado entender meus "porquês"... e ETC! É incrível como temos uma tendência horrorosa para nos poupar de viver alegando obesidade. É claro que se sentir mal, com auto-estima super em baixa é péssimo e não nos motiva a fazer nada, mas isto não quer dizer que mesmo gorda (o) você não possa ir à praia (por exemplo).

 

Nestas últimas semanas eu percebi que me enganei  que realmente as coisas não são assim... Não fora nada fácil constatar isso e tão pouco aceitar o fato. É claro que emagrecer é bom, auto-estima lá em cima é quase o paraíso, se sentir auto-confiante então...(!) nooossa. Mas apenas isso não resolvem nossos problemas. Gordo ou magro, nós é que temos que ir atrás, e tentar trazer para a nossa realidade os nossos objetivos e sonhos. Eu sei que minha vida mudou muito agora que estou quase 37kg mais magra, mas não estou satisfeita. Sou muito mais que uma mulher (quase) magra. Sou alguém com ambições e ávida por realizá-las. Um corpo mais leve ajuda, pode até ser uma mola propulsora que nos empurra a começar a resolver determinados problemas, mas não é a solução!


Magros ou gordos seremos pessoas com eternos problemas, talvez até problemas maiores depois que emagrecermos. Depois de magros, se realmente ousarmos tomar as rédeas das nossas vidas, como lidar então com as nossas FRUSTRAÇÕES? Se não somos mais gordos como dar aquela desculpa de que 103kg não combina com biquíni e praia? Acredito sinceramente que devemos enfrentar nossos problemas, seja lá em qual situação estivermos, e  não comprar jamais este pensamento ruim de que só porque se é gorda (o) você não merece algo melhor. Às vezes este melhor não significa estar acompanhada por uma pessoa que significa pouco para nós ou que nos oferece migalhas, mas quem sabe estar sozinha, cuidando de si mesma, decorando sua alma, se alimentando de sabedoria e mansidão!


Claro que emagrecer ajuda demais, mas nossas vidas não se resume a ter ou não auto-estima ou a simplesmente se olhar no espelho, ou subir na balança e constatar que emagrecemos, vai um pouco além disso, aliás... vai MUITO ALÉM disso. O que eu realmente penso, é que sendo gordo demais e talvez até em fase preparatória para cirurgia bariátrica é até justo termos pensamentos assim, eu também os tive, e agora penso em como perdi tempo, como quando poderia ter sido carinhosa com uma pessoa querida e fui hostil apenas por não estar satisfeita comigo mesma.

 

O meu recado é que não deixe de viver apenas porque HOJE você está esperando o GRANDE DIA. Afinal, o grande dia por ser a qualquer momento, inclusive agora! Então talvez apenas esteja na hora de você começar a se perdoar, a sentir seu próprio amor invadindo o seu corpo e transbordando pela sua alma...

:: Postado por Diane às 14h25
::
:: Enviar esta mensagem

31 de março

 

 

EXTRA, EXTRA!!!

DECORE SUA ALMA SAIU NO JORNAL O POVO

 

Hoje à noite ao acessar meu blog tive uma grata surpresa. Como não poderia deixar de ser resolvi comemorar mais este PRESENTINHO. Maitê, obrigada pelo carinho e por se dispor em vir aqui me avisar. Se não fosse por você eu nunca teria condições de saber que este bloguinho aqui foi  parar tão longe, aliás além das fronteiras da Internet, num jornal de folha! Estou super feliz! Os dois comentários da Maitê estão escritos na íntegra, aliás ela também tem um blog, eu já dei uma passadinha por lá e falamos sobre a mesma linha de assunto, o que é ótimo pois assim o círculo de amizades só aumenta. Jamais passou pela minha cabeça que algo assim pudesse acontecer,  mas já que aconteceu... Brindemos!!!

 

[Maitê] [http://recomecaragora.zip.net]

Sabe como cheguei até o seu blog? Se vc adivinhar te dou um doce bem light?(rs) Seu blog saiu no jornal chamado O POVO, no caderno O BUCHICHO da minha cidade, Fortaleza-CE. Assim que eu vi o template, eu já sabia que conhecia de algum lugar. Esse layout foi feito pela Val. Depois fui ler a matéria e vi que era um blog falando de emagrecimento. Você perdeu uns 30 quilos, né? Nem li o seu post de hoje, apenas vim correndo comentar aqui e dizer que você está famosa na minha cidade (rs). Vou escrever no próximo comentário o que escreveram a respeito do seu blog.

 

 

[Maitê] [http://recomecaragora.zip.net]

Olha o que eu escreveram: DIANE TEM 22 ANOS, MORA EM PALMAS (TO), E USA SEU BLOG COM UMA ESPÉCIE DE "DIÁRIO DE EMAGRECIMENTO". ELA, QUE PESAVA 103KG, JÁ PUBLICA NO ESPAÇO FOTOS COM SEUS ATUAIS 68.4 KG. ENTRE OS POSTS PUBLICADOS ESTÃO TEXTOS SOBRE O PRECONCEITO COM PESSOAS GORDAS, A IMAGEM QUE FAZEMOS DE NÓS MESMO E, É CLARO, SOBRE COMIDA. DIANE MATÉM TAMBÉM ATUALIZADA UMA TABELA DE PESOS QUE MOSTRA O QUANTO ELA PERDEU DESDE QUE COMEÇOU A EMAGRECER, EM SETEMBRO DO ANO PASSADO. Gostou da matéria??? Tá famosa, heim? Beijinhos

 

Como dia 02 de abril está chegando vai mais uma fotinha para comemorar 7 meses de gastroplastia!

 

 

:: Postado por Diane às 19h30
::
:: Enviar esta mensagem

20 de março

 

 

 

A DISCRIMINAÇÃO EXISTE DE ALGUMA FORMA...

 

(Sobre o preconceito com pessoas gordas)

 

Acredito que todos nós já discriminamos alguém por algum motivo. Na faculdade por exemplo, eu não gostava de fazer meus trabalhos com pessoas que tinham dificuldade para aprender ou que fossem menos esforçadas com as atividades a serem realizadas. Penso que é o direito de escolha que cada um tem. É claro que nem por isso, eu escrevi uma faixa ou cartaz e botei na minha cadeira na sala de aula dizendo: "não faço trabalhos com pessoas burras e/ou preguiçosas".

 

Bem, como nunca namorei um gordo e não tenho pretensão em namorar, jamais diria a um cara gordo: "desculpa, não namoro você porque é um gordo-baleia". É preciso ter respeito pelos outros pelo que cada um é, só que infelizmente muitos de nós já nos esquecemos disso ou sequer aprendemos esses valores no decorrer da vida. Preferências todo mundo tem, e todos temos o direito de ter, mas ridicularizar ou maltratar só porque se é gordo não é humano.

 

Quando vejo uma pessoa obesa me sinto consternada porque não sei se esta teria condições de fazer um tratamento adequado para emagrecer (mesmo que esta não seja a vontade dela). E todos sabem que é praticamente unânime que ser gordo incomoda muito, não só pra quem é, mas pra quem convive junto ou por alguns minutos como no assento de um ônibus. Mas nem por isso é digno desrespeitar, maltratar, humilhar ou fazer piadinhas quaisquer que sejam.

 

Quem aqui não gosta de ser bem recebido num lugar, ser bem tratado, ter seu talento reconhecido, ser visto como um ser humano normal? Então é justo semear este mesmo comportamento aos outros! Penso que isto é o mínimo!

 

 

Saí esta semana da “casa dos setenta”. E isso é motivo de muita comemoração para mim. É um alívio ver minhas fotos atuais e uma vitória quando vejo as fotos antigas que por sinal são muito poucas. Publico algumas para que você confira. Afinal, quem não gosta de fotos?

 

Letícia (prima) e eu e meus 103kg

 

Mamãe e eu e meus 68.9kg

 

:: Postado por Diane às 22h48
::
:: Enviar esta mensagem

13 de março

 

 

BLOGS LEGAIS

a

 

Estou ainda mais feliz! Sabe por que? Este blog foi indicado pelo público e agora faz parte da lista de Blogs Legais. Recebi o selinho com grande honra e satisfação! Obrigada a vocês!

 

 

 

:: Postado por Diane às 20h04
::
:: Enviar esta mensagem

07 de março de 2006

 

  

A IMAGEM QUE TEMOS E A IMAGEM QUE SOMOS

 

 

 

É comum muitas mulheres pararem na frente do espelho e se olharem sem muito interesse ou entusiasmo com o corpo que se desenha no reflexo. A maioria de nós adquire uma postura severa demais e exagera na auto-crítica. É aquela gordurinha ali, seios muitos pequenos ou grandes demais, o nariz é torto, a pele do rosto está manchada... Ah são tantos os argumentos usados para se auto-depreciar. Temos um corpo que na maioria das vezes é saudável, e principalmente sem deficiências, membros perfeitos e uniformes, mas que não nos satisfazem, sempre há um quê a mais ou um quê a menos... Depende da mulher e da imagem que ela vê.

 

Não é a toa que geralmente nos sentimos insatisfeitas e até infelizes com as características que herdamos de nossos pais, e daí... Dá-lhe sonhos! “Ah se eu tivesse uma cintura mais fina”. “Uma coxa menos grossa”. “Ah... eu quero um par de peitos igual ao da Daniele Winits”.  Parece que só existe o desejo de ser diferente, uma utopia que nunca se realizará, que nunca se tornará alcançável. Afinal, eu baixinha com apenas 1,54m de altura jamais poderia ter as longas pernas da Fernanda Lima. E a mulher se frustra, se isola, se fecha, se coloca num casulo esperando que num grande dia um cirurgião plástico caia do céu e diga: “Eu sou a solução para todos os seus problemas, transformarei esse seu corpo ridículo de baranga numa verdadeira Ivete Sangalo”. Tudo isso de graça é claro, porque em sonho a gente nunca gasta!

 

E tanta frustração pessoal gera uma tristeza esmagadora, sufocante, que só consome e só traz para baixo. Afinal, até que não fora difícil aprender a endeusar o corpo através da imagem que nos é vendida na televisão, nas passarelas, nas revistas, na esquina de casa, na faculdade... em qualquer lugar! É uma verdadeira lavagem cerebral! Aceitamos fazer esta compra e agora todos pagamos um preço caro demais, é a imagem que temos de nós mesmos!

 

Não adianta ser demagogo e dizer que está na hora de levantarmos uma bandeira com os dizeres “Abaixo à ditadura da beleza”, ou “Diga não ao botox e silicone”. Soaria ridículo e nenhum pouco eficaz. Então, o que poderia ser feito?

 

Cada pessoa tem um caminho. Cada pessoa tem um jeito de ser. Cada mulher é um ser humano único que merece ser observado como um indivíduo especial. Não existe apenas uma receita ou maneira de ser feliz, mas com certeza ela começa naquilo que somos. Naquilo que cada pessoa é. Às vezes, sentir-se contrariado com aquilo que se é, ou com aquilo que se tornou também é bom, porque há sentimentos que podem ser usados como o ponta pé inicial para a tão almejada transformação, ou como gostamos de dizer para que a lagarta se transforme na borboleta que só quer voar e pousar nas flores.

 

Ao contrário do que muita mulher pensa a primeira parte a ser transformada não está na imagem que temos, mas sim na imagem que somos... Por isso é tão importante continuar a Decorar Almas. Que tal decorar a sua alma também?

 

Obs.: Comemoro nesta semana 6 meses de cirurgia e 32kg eliminados. 6,2kg a mais que o estabelecido para mim na meta de 6 meses. Até aqui o Senhor tem me ajudado.

 

 

:: Postado por Diane às 19h10
::
:: Enviar esta mensagem

21 de fevereiro de 2006

 

 

 

COMER, PENSAR E FALAR MUITO!

 

 

 

 

A alimentação mexe muito com a cabeça da gente. Se você pensar bem (e não é necessário muito) vai ver que desde pequeno esse negócio de comer é extremamente importante e vital. Não é? Quando éramos bebezinhos era só chorar (se a comidinha demorasse muito) que a mamãe vinha correndo com a mamadeira, com o peito, com o pratinho de sopa, de mingau... de papazinho, etc!

 

Hoje eu já não choro mais quando penso em comida. Mas caraca, eu penso em comida o tempo todo! Aliás comida versus balança = eliminar peso, essa fórmula quase álgebra não sai da minha cabeça, na verdade nunca saiu. Tanto que ao passar dos anos eu fui engordando, engordando até ficar enorme, imensa e irreconhecível para mim e para os outros no auge dos meus 103kg.

 

Depois da gastroplastia desenvolvi uma relação muito mais saudável com a comida, também pudera! Acostumei-me a comer um poquinho só e sentir meu estômago lotado, barriga cheia pensar em comida para quê? Para ficar louca! Hahaha... Só pode! É que apesar das quantidades mínimas de cada refeição, vivo anotando o que comi no dia, calculando calorias, lendo rótulos de produtos alimentícios, trocado um milhão de informações com outros gastroplastizados! Aff... eu não me canso! Isso é ou não é neurose?

 

Faz quase seis meses que esta idéia fixa não me sai da cabeça. Dizem que isto de certa forma pode prejudicar o emagrecimento, mas até agora tudo vai normal, pois já deixei para trás há muito tempo a meta de eliminação de peso dos seis meses de cirurgia. A única coisa que realmente me incomoda é de não saber a hora de “trocar de disco”, e ai Jesuis não há cristão que possa suportar a mesma música por tanto tempo. E não estou falando de mim não, heim? Estou falando das pessoas que estão no meu convívio: mãe, irmão, namorado, vô, vó, cachorro... Haja saco!

 

Quer saber o que é pior? É que “eu gósthio”! Não, eu amo! Gente, falar em comida é muuuito melhor que comer! E ver fotos de pratos feitos então? Nooossa, é uma delícia gastronômica! Ninguém acha não? Xiii... será que dessa vez é sério? Alguém aí tem uma camisa de força? Ah... mas me dá um tamanho M ta? Pq o G eu parei de usar faz tempo... hahaha!

 

:: Postado por Diane às 18h06
::
:: Enviar esta mensagem

MEU QUERIDO SANDUICHE-ICHE

 

 

Parece que o sentido do blog tem mudado um pouco, relendo meus primeiros posts descobri que eu gostava muito de falar sobre assuntos mais abstratos, assuntos da alma, mas admito que de uns tempos para cá esta não tem sido a minha maior motivação de manter o blog ainda funcionando.

 

(Parêntese para este assunto)

Eu tenho gostado muito de falar sobre a gastroplastia, a cirurgia de redução de estômago que fiz em setembro de 2005. Pode parecer que não, mas ainda é uma novidade para mim. Esta semana faleceu, após ter realizado esta cirurgia, por infecção generalizada, uma tia do meu namorado. Isso mexeu muito comigo, mesmo ela estando em outra cidade e eu nunca sequer ter tido algum contato com ela. Deixou filhos adolescentes e um marido inconformado. A morte é um assunto doloroso demais e merece um post à parte. Quando soube da notícia agradeci imediatamente a Deus por ter poupado tão generosamente a minha vida e mais uma vez constatei o imenso carinho com que Deus tem cuidado de mim!

(Fecha parêntese)

 

“As pessoas precisam saber-saber, que até mesmo um sanduíche-iche, pode ter o seu valor nutri-tri-tri-cional adequado”.

 

Sexta-feira passada estive com algumas amigas muito queridas por sinal, no Dog Roma, uma lanchonete que tem por aqui em Palmas e comi meu primeiro hot dog depois da cirurgia, agora até parece meio ridículo escrevendo sobre isso, mas a cabeça do obeso gira muito em torno da comida, é claro, se não, não seria obeso! Felizmente eu fiquei em três bocadas do suculento e calórico hot dog, desisti de comê-lo por um simples detalhe: meu “estômagozinho mini-mini de bebezinho recém-nascido” (huahuahua)! Coisas como estas têm me garantido uma dieta com poucas escapulidas, 26,5 kg a menos, IMC de 32,25%, bochechas menores, uma silhueta mais fina, um brilho diferenciado nos olhos, e uma leveza não somente na alma, mas agora no corpo também! E aí, alguém quer me convidar pra um self-service?

:: Postado por Diane às 10h22
::
:: Enviar esta mensagem

DE VOLTA PRA CASA...

 

Toc-toc... Oi! Posso entrar?

Fiquei semanas sem blogar, infelizmente tive um certo probleminha com acesso à internet, aquele que talvez você já conheça. Eu juro que não entendo porquê, quando ficamos sem pagar a conta do telefone, a operadora corta a linha! Mas... sem churumelas, cá estou eu.

 

Hoje fiz um outro blog, chama-se Coisas Naturais, mas não tive coragem de publicar esse texto aqui nele. Tenho uma dificuldade imensa de abandonar coisas tidas como velhas ou simplesmente me adaptar às mudanças.

 

Enquanto escrevo o texto que publicarei logo mais, assisto, ou finjo que assisto ao Big Brother, claro né gente? Eu adoro esse troço, acompanho desde o primeiro ano, que foi em 2002, não é? Mas e aí, quem sai? A Inês ou a Juliana? Apesar que não dei nenhum voto se quer, penso que a eliminada será Inês, só assistindo até o final para confirmar...

 

Mudando de assunto...

 

Viajei nesse fim de semana pelo interior do Tocantins, numa região que eu já visitara outrora, mas nunca tinha aproveitado tanto como desta vez. Gente, quando eu digo que o Tocantins é lindo, é porque é lindo mesmo! Fui à cidade de Rio da Conceição, fica na famosa região do Jalapão. Tomei banho em rios e córregos maravilhosos com a água limpinha e cristalina, me esbaldei com uma natureza perfeita, com direito ao amanhecer do sol, ao crepúsculo da tarde e uma lua cheia poderosa! Para não dizer que minto, confira aí as fotos de alguns dos lugares que estivemos!

 

Cachoeira da Fumaça

 

E seu rio...

 

Cavalo Queimado

 

Eu... também no Cavalo Queimado, um dos balneários.

 

Por hora é só, espero não demorar tanto para atualizar o blog, confesso que me falta um pouco mais de capricho e dedicação... Então, conto com a sua ajuda para não deixar a peteca cair! Comenta aí, vai! Beijocas!

:: Postado por Diane às 22h29
::
:: Enviar esta mensagem